6 Julho, 2022

Phenomania

O que é real?

Lar de 20.000, mas quem o construiu? A Cidade Subterrânea de Derinkuyu

5 min read

A cidade subterrânea de Derinkuyu na Turquia. Fonte: ninelutsk / Adobe Stock

Nas profundezas da cidade turca de Derinkuyu, há um mundo inteiro ao chegar aos 85 metros (279 pés) de profundidade. Cobrindo uma vasta área e com uma rede de túneis labirínticos, Derinkuyu ficou perdida na história até 1963, quando um homem descobriu acidentalmente um túnel atrás de uma das paredes de sua casa. A cidade subterrânea tem, na verdade, 18 andares de profundidade, com poços, capelas, estábulos, escolas e muito mais, e diz-se que foi capaz de acomodar até 20.000 pessoas.

A cidade subterrânea de Derinkuyu foi descoberta por acidente na década de 1960. (Yasir999 / CC BY-SA 4.0 )

Alcançando as profundezas da Terra: a cidade “esquecida” de Derinkuyu

Esculpida na rocha vulcânica macia da região, conhecida como tufo, na região da Capadócia, na Turquia, criar a cidade subterrânea foi um feito incrível. O complexo é um exemplo impressionante de engenharia antiga, completo com poços de ventilação, poços, tanques de água e uma extensa rede de passagens e túneis.

Acredita-se que existam mais de 600 entradas, a maioria escondida, para a vasta cidade subterrânea que cobria 445 km2 (172 mi2). Há estábulos, apartamentos, salas comuns, capelas, túmulos e até lagares de vinho e azeite. As passagens são “protegidas” por portas de pedra de 454 kg que só podem ser abertas por dentro.

Uma das passagens labirínticas dentro da cidade subterrânea de Derinkuyu, na Turquia. (Nevit Dilmen / CC BY-SA 3.0 )

No interesse da segurança adicional, cada nível pode ser isolado dos outros, mesmo que todos os níveis possam ser acedidos um ao outro. “Aqueles que vivem nos níveis inferiores… conseguiriam cortar o abastecimento de água para os níveis superior e térreo, evitando que os inimigos envenenassem o abastecimento”, explicou um relatório no IFLS. “Os túneis podiam ser bloqueados por dentro com portas de pedra rolantes redondas, e as passagens eram estreitas para forçar os invasores a alinharem-se um de cada vez.”

O mais surpreendente é que essa vasta rede de túneis e espaços de convivência foi abandonada e esquecida. O IFLS relatou que Derinkuyu só foi redescoberto em 1963, quando um homem local usou uma marreta na parede de sua casa e ficou cara a cara com um mundo subterrâneo inteiramente esculpido na rocha macia. Foi adicionado à Lista do Património Mundial da UNESCO como um local intitulado Parque Nacional de Göreme e os Sítios Rochosos da Capadócia.

Poço de Ventilação na cidade subterrânea de Derinkuyu, na Turquia. (Nevit Dilmen / CC BY-SA 3.0 )

As cidades subterrâneas da Capadócia

Derinkuyu não é a única cidade subterrânea da Capadócia. Na verdade, diz-se que é apenas um dos mais de 200 refúgios subterrâneos que foram descobertos esculpidos na rocha de cinzas vulcânicas, que incluem Kaymakli perto de Nevsehir e Mazi perto de Urgup. Alguns afirmam que os moradores de Derinkuyu poderiam visitar outras cidades subterrâneas através de uma imensa rede de túneis.

Ainda em 2015, a National Geographic noticiou a descoberta de mais uma cidade subterrânea sob um castelo, no topo de uma colina em Nevşehir durante a construção de um projeto habitacional local. Rivalizando com Derinkuyu em tamanho, “o local parece ter sido um grande complexo autossustentável com poços de ar e canais de água”. Pesquisas iniciais conduzidas pela Universidade Nevşehir pareciam concluir que o local tinha 113 metros (371 pés) de profundidade e cobria cinco milhões de pés quadrados (460.000 metros quadrados), tornando-o maior que Derinkuyu.

Quem construiu a cidade subterrânea de Derinkuyu?

Até recentemente, a origem e o propósito da cidade eram desconhecidos. De acordo com o Departamento de Cultura da Turquia, a cidade foi construída há 2.800 anos no século VIII aC pelos frígios indo-europeus. Mais tarde, foi ampliada durante a era bizantina, muito provavelmente pelos cristãos, que os historiadores acreditam que o usaram como esconderijo para evitar a perseguição.

A igreja que existe no piso inferior pode ajudar a verificar esta teoria. Ainda no século 20, também foi usado como um lugar para escapar da perseguição durante o Império Otomano. “Culture Trip” explica que a cidade subterrânea foi abandonada a partir de 1923 com a expulsão dos cristãos pelo governo turco e só foi redescoberta na década de 1960.

Mas, existem teorias alternativas. Alguns afirmam que a cidade subterrânea foi construída pelos hititas da Anatólia no século 15 aC para fugir dos inimigos. Outros levantaram a hipótese de que as cidades subterrâneas foram criadas durante o Evento Younger Dryas à cerca de 14.500 anos atrás, quando um cometa se partiu, enviando segmentos explodindo dentro da atmosfera da Terra, enchendo a atmosfera de poeira e fuligem, bloqueando o sol por meses, fazendo com que as temperaturas caíssem e fazendo que o Mundo mergulhasse numa Idade do Gelo. Essa teoria postula que essas cidades subterrâneas teriam sido criadas ao mesmo tempo que Göbekli Tepe, a apenas 600 quilómetros (370 milhas) a leste de Derinkuyu.

Como de costume, também há quem relacione a criação e o propósito dessas cidades subterrâneas aos alienígenas. Uma dessas teorias é que a cidade foi construída por seres extraterrestres que mais tarde abandonaram a cidade. Outro especula que a cidade foi criada por humanos para se proteger de invasões aéreas de seres extraterrestres.

Como Jim Willis afirmou num artigo da Ancient Origins, “apenas uma coisa sabemos com toda a certeza. Elas estão ali. Alguém as construiu há muito tempo, talvez há mais tempo do que os arqueólogos modernos estão dispostos a admitir. Os construtores originais devem ter tido uma razão convincente para realizar uma façanha tão audaciosa, mas depois eles se perderam na história, a sua presença foi completamente esquecida. E ninguém sabe porquê.”

Visitante na cidade subterrânea de Derinkuyu, na Turquia. ( natalia_maroz / Adobe Stock)

Visitando a cidade subterrânea de Derinkuyu

A antiga cidade subterrânea de Derinkuyu pode ser encontrada a apenas 35 km (21,7 milhas) a sul de Göreme. Adicionada à Lista de Património Mundial em 1985, é agora um importante destino turístico. Escondida sob as ruas empoeiradas de Derinkuyu, está aberta todos os dias e pode ser acessado mediante o pagamento de uma taxa de entrada.

Há pouca sinalização, então deve ser visitada na companhia de um guia. Os oito andares superiores estão abertos ao público, mas é importante que esteja em boa forma, pois subirá e descerá escadas muito íngremes e passará por túneis estreitos. Este local antigo não é recomendado para claustrofóbicos.

Autor: John Black

Fonte

(Lida 2 vezes, 1 visitas hoje)
0
0