O rover Curiosity da NASA encontra um “metal derretido” na superfície de Marte…

O “Curiosity” avistou a rocha a 30 de outubro de 2016. (Imagem: NASA / JPL-Caltech / LANL / ASU)

O rover “Curiosity” da NASA encontrou – e analisou – um estranho objeto derretido na superfície de Marte. O objeto derretido é feito de níquel e ferro.

Desde que o rover Curiosity da NASA pousou na superfície do planeta vermelho em 2012, ele fez descobertas surpreendentes que mudaram completamente o que sabíamos sobre Marte. Os exploradores da NASA encontraram evidências de água líquida, presença de metano, moléculas orgânicas e curiosas formações sedimentares que causaram um debate mundial.

No entanto, uma das descobertas mais curiosas foi feita recentemente, quando o “Curiosity” fotografou um objeto estranho que foi identificado como um pequeno meteorito derretido composto de níquel e ferro derretidos.



 

Nomeado pelos cientistas como “Egg Rock” (Ovo de pedra/rocha em pt) devido à sua forma ovóide, o curioso objeto foi encontrado pelo MastCam a bordo do rover Curiosity no Sol 153 (dias marcianos).

Depois de fotografar o objeto, o veículo espacial examinou-o mais de perto e estudou o objeto com o Remote Micro-Imager (RMI) da ChemCam, que permitiu aos pesquisadores aqui na Terra fazer uma análise química e ver do que o objeto é feito.

Crédito Imagem: NASA/JPL-Caltech/LANL/ASU

Como se previa, o ‘Egg Rock’ é composto de metais que explicam a sua aparência derretida.

Segundo os especialistas, o objeto provavelmente derreteu-se ao entrar na atmosfera marciana, assim que caiu na superfície, arrefeceu e foi preservado no seu estado original diz Universe Today.

Segundo o gizmodo.com, o rover “Curiosity” encontrou meteoritos em Marte no passado, mas este objeto tem algumas características muito interessantes. Parece ter uma superfície muito lisa, quase como se “alguém” tivesse polido a rocha. O ‘Egg Rock’ também possui alguns sulcos profundos, que são um sinal clássico dos padrões climáticos.



 

Tendo em conta de que a atmosfera do nosso Planeta vizinho tem uma densidade de apenas 1% da atmosfera da Terra, é extremamente provável que esse tipo de objetos pequenos sobreviva na maioria das suas viagens à superfície marciana. Isso é quase impossível acontecer no nosso planeta, onde o enorme atrito na atmosfera é responsável pela desintegração completa dos objetos espaciais antes que alcancem o solo.

Atualmente, o rover “Curiosity” está a subir em direção ao topo do Monte Sharp enquanto também se vai preparando para outra experiência noutro local de exploração.

Fonte

Crédito Imagem Destaque: NASA/JPL

Para quem quiser ver um pouco da viagem deste fantástico rover aqui fica um vídeo:

Crédito: NASA JPL



Please Enter Your Facebook App ID. Required for FB Comments. Click here for FB Comments Settings page

(Lida 18 vezes, 2 visitas hoje)
0
0