Um enorme asteróide de cerca de um quilómetro foi encontrado a orbitar o Sol.

Um asteróide recém-descoberto foi visto a orbitar o Sol, acelerando ao redor da estrela a cada 151 dias, a menor órbita de qualquer rocha espacial já registada.

Conhecido como 2019 LF6, este asteróide é bastante grande, tem 1 quilômetro de diâmetro e faz parte do grupo de asteróides “Atira”, 20 rochas espaciais cujas órbitas caem inteiramente dentro da trajetória da Terra.

“Trinta anos atrás, as pessoas começaram a organizar buscas metódicas de asteróides, encontrando objetos maiores primeiro, mas agora que a maioria deles foi encontrada, os maiores são pássaros raros”, afirmou Quanzhi Ye, estudioso de pós-doutorado em Caltech que descobriu 2019 LF6. numa declaração.

(Crédito: California Institute of Technology)



 

“O LF6 é muito pouco comum tanto em relação à sua órbita quanto ao seu tamanho – a sua órbita peculiar explica porque é que um asteróide tão grande escapou de várias décadas de pesquisas cuidadosas”, acrescentou Ye. “Só temos cerca de 20 a 30 minutos antes do nascer do sol ou depois do pôr do sol para encontrar esses asteróides”.

Um outro asteróide “Atira” foi descoberto pela equipe da ZTF, 2019 AQ3, que orbita o Sol aproximadamente uma vez a cada 165 dias.

O asteróide 2019 LF6 é visto aqui viajando pelo céu em imagens capturadas pela ZTF a 10 de junho. O filme foi acelerado: o tempo real decorrido é de 13 minutos. Crédito: ZTF/Caltech Optical Observatories



 

“Os dois grandes asteróides “Atira” encontrados pela ZTF orbitam longe do plano do sistema solar”, disse o pesquisador JPL, da NASA, e Tom Prince, professor da Caltech, em comunicado. “Isso sugere que em algum momento do passado, eles foram atirados para fora do plano do Sistema Solar porque se aproximaram muito de Vénus ou Mercúrio.”

Na sua órbita elíptica de 151 dias, 2019 LF6 passa por Vénus e, em certos pontos, aproxima-se mais do Sol do que Mercúrio. Em comparação, Mercúrio orbita o Sol a cada 88 dias, a órbita de Vénus leva 225 dias e a Terra orbita o Sol a cada 365 dias.

2019 LF6 foi descoberto pela Zwicky Transient Facility, “uma câmara de última geração” no Observatório Palomar. Olha para o céu rapidamente, procurando por objetos como estrelas explodindo ou asteróides em movimento, o que a tornou a ferramenta perfeita para procurar os asteróides “Atira”.

By: Chris Ciaccia | Fox News

Fonte

Crédito Imagem Destaque: ESO/L. CALÇADA/editado por IAN O’NEILL

Please Enter Your Facebook App ID. Required for FB Comments. Click here for FB Comments Settings page

(Lida 48 vezes, 1 visitas hoje)
0
0
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE