Os Annunnaki e o Grande Dilúvio: Histórias Perdidas

Facebookgoogle_plusyoutubeFacebookgoogle_plusyoutube

A espécie com amnésia: A linha do tempo esquecido do Planeta Terra depois do Dilúvio e os Annunnaki

Serão os seres humanos realmente uma espécie com amnésia? Será que é verdade que há um cronograma histórico esquecido do nosso planeta? Uma linha do tempo ignorada pela maioria dos historiadores? De acordo com várias teorias e registros históricos, a resposta é SIM.
Há muita discussão acontecendo se existem ou não evidências científicas para apoiar as teorias que sugerem que um grande dilúvio ocorreu em nosso planeta no passado distante. Curiosamente, inúmeras culturas ao redor do mundo falam de um tempo em que o nosso planeta foi atingido por um grande dilúvio, que os próprios “deuses” provocaram sobre a Terra e o homem primitivo.

http://www.ancient-code.com/wp-content/uploads/2015/07/noahs-ark-flood-creation-stories-myths-sumerian-kings-list-cuneiform-tablet-kish-cush-utu-hegal-of-uruk-close-up-2119bc.jpg
http://www.ancient-code.com/wp-content/uploads/2015/07/noahs-ark-flood-creation-stories-myths-sumerian-kings-list-cuneiform-tablet-kish-cush-utu-hegal-of-uruk-close-up-2119bc.jpg

Mas de onde é que a história do Grande Diluvio vem? Muitas pessoas ignoram completamente o fato de que o Grande Dilúvio tem as suas origens na Suméria antiga. Para entender as suas contas, precisamos viajar para Eriu (atualmente Abu Shahrein, IRAQUE) a primeira cidade criada pelos deuses, e casa da antiga divindade suméria Enki. Os investigadores acreditam que esta cidade antiga foi criada em torno de 5400 aC.

A Lista de Reis Suméria suporta a teoria que sugere que Eridu foi, de fato, a “cidade dos primeiros reis”, afirmando: “Após a realeza descer do céu, o reino estava em Eridu”.

Nesta cidade antiga, encontramos o Eridu Gênesis, um texto da antiga suméria, que descreve a criação do mundo, a criação de todas as cidades antigas e do Grande Dilúvio que varreu toda a terra. O Eridu Gênesis, que se acredita ter sido composto por volta de 2.300 aC, é o primeiro relato conhecido para o Grande Dilúvio, antecedendo a história mais popular do Dilúvio descrito no livro bíblico do Gênesis.
Este é o ponto onde muitos pesquisadores têm diferentes pontos de vista.

De acordo com Thorkild Jacobsen, em seu livro “The Treasures of Darkness ‘:

Após Nintur [Ninhursaga] ter decidido tirar o homem dos seus acampamentos nómadas primitivos e trazê-lo à vida da cidade, esse período começou quando os animais prosperaram na Terra e realeza desceu dos céus. As primeiras cidades foram construídas, deram-lhes nomes, tiveram as suas unidades de medida, emblemas de um sistema económico redistributivo, que lhes foi atribuído, e foram divididas pelos deuses. Irrigação foi desenvolvida para a agricultura, e o homem prosperou e multiplicou-se. No entanto, o barulho feito pelo homem nas suas cidades cheias começaram a incomodar bastante Enlil,;então ele convenceu os outros deuses para castigar e acabar com o homem com uma grande inundação. Enki, pensando rapidamente, encontrou uma maneira de advertir seu favorito, Ziusudra. Ele disse-lhe para construir um barco para que com a sua Familia e representantes dos animais conseguisse sobreviver à inundação. ”
Mas se o Dilúvio existiu na Terra, o que aconteceu na Terra antes da grande destruição? De acordo com O Código Cósmico: O Sexto Livro de Crônicas da Terra por Zecharia Sitchin, esta é a cronologia histórica do nosso planeta antes e depois do grande dilúvio:
Eventos antes do dilúvio
450.000 anos atrás,
Em Nibiru, um membro distante do nosso sistema solar, a vida enfrenta lentamente a extinção consoante a atmosfera do planeta se degrada. Deposto por Anu, o governante Alalu escapa numa nave espacial e encontra refúgio na Terra. Ele descobre que a Terra tem ouro que pode ser usado para proteger a atmosfera de Nibiru.

445.000
Liderados por Enki, filho de Anu, o território Anunnaki na Terra, estabelece Eridu -terra Estação I – para extrair ouro das águas do Golfo Pérsico.

430.000
O clima da Terra torna-se mais ameno. Mais Anunnaki chegam à Terra, entre eles a meia-irmã de Enki, Ninhursag, Oficial Médica Chefe.
416.000
Como a produção de ouro decresce, Anu chega à Terra com Enlil, o seu provável herdeiro. Decidem obter o ouro vital através de mineração na África Austral. Sorteio, Enlil ganha o comando da Missão Terra; Enki é relegado para a África. Na sua partida da Terra, Anu é desafiado pelo neto de Alalu.

400.000
Sete assentamentos funcionais no sul da Mesopotâmia incluem um Porto Espacial(Sipar), Centro Controlo de Missão (Nippur), um centro metalúrgico (Shuruppak). Os minérios chegam por naves de África; o metal refinado é enviado para veículos orbitais comandados pelos Igigi, em seguida, transferido para naves espaciais que chegam periodicamente de Nibiru.

380.000
Obtendo o apoio dos Igigi, o neto de Alalu tenta ganhar o domínio sobre a Terra. Os enlilitas vencem a Guerra dos Deuses Antigos.

300.000
Os Anunnaki trabalham arduamente durante o motim nas minas de ouro. Enki e Ninhursag criam Trabalhadores Primitivos através de manipulação genética de uma mulher macaca; que acabam por assumir as tarefas manuais dos Anunnaki. Enlil invade as minas, traz os Trabalhadores Primitivos para Edin na Mesopotâmia. tendo capacidade de procriar, o Homo Sapiens começa a multiplicar-se.

200.000
A vida na Terra regride durante um novo período glacial.

100.000
Clima esquenta novamente. Os Anunnaki (os Nefilim da Biblia), para irritação crescente de Enlil, casam-se com as filhas dos homens.

75.000
O “castigo da Terra” – uma nova idade do gelo começa. Espécies Hominídeas menos evoluídas vagueiam pela Terra. O Homem de Cro-Magnon sobrevive.

49.000
Enki e Ninhursag elevam os seres humanos aparentados dos Anunnaki para governar em Shuruppak. Enlil enfurece-se e planeia o desaparecimento da humanidade.

13.000
Percebendo que a passagem de Nibiru nas proximidades da Terra vai desencadear uma onda imensa, Enlil faz os Anunnaki jurar manter a calamidade iminente em segredo da Humanidade.
Eventos depois do dilúvio
11.000 aC
Enki quebra o juramento, instrui Ziusudra / Noé que construísse um navio submersível. O Dilúvio varre a Terra; Os Anunnaki testemunham a destruição de sua nave espacial em órbita.

Enlil concorda em conceder aos sobreviventes da Humanidade utensílios e sementes ; a agricultura começa nas terras altas. Enki domestica animais.

10.500 aC
Aos descendentes de Noé são atribuídas três regiões. Ninurta, o filho mais importante de Enlil, faz barragens nas montanhas e drena os rios para tornar a Mesopotâmia habitável; Enki recupera o vale do Nilo. A península do Sinai é retida pelos Anunnaki para a criação de um porto espacial pós-diluviano; um centro de controle é estabelecido no Monte Moriá (futura Jerusalém).

9780 aC
Ra / Marduk, o primogênito de Enki, divide o domínio sobre o Egito entre Osíris e Seth.

9330 aC
Seth apreende e desmembra Osíris, assume o domínio sobre o vale do Nilo.

8970 aC
Horus vinga seu pai Osiris, lançando a Guerra da Primeira Piramide. Seth escapa para a Ásia e apodera-se da península do Sinai e Canaã.

8.670 aC
Contrapondo-se ao controlo de todas as instalações do espaço por descendentes de Enki, os enlilitas lançam a Guerra da Segunda Piramide. Os vitoriosos Ninurta esvaziam a Grande Pirâmide dos seus equipamentos.

Ninhursag, a meia-irmã de Enki e Enlil, convoca uma conferência de paz. A divisão da terra é reafirmada. O dominio sobre o Egito é transferido da dinastia de Ra / Marduk para a de Thoth. Heliopolis construída como uma substituta de cidade farol.

8.500 aC
Os Anunnaki estabelecem entrepostos avançados na porta de entrada para as instalações espaciais; Jericó é um deles.

7.400 aC
Como a era de paz continua, os Anunnaki concedem humanidade novos avanços; o período Neolítico começa. Semideuses governam o Egito.

3.800 aC
civilização urbana começa na Suméria consoante os Anunnaki restabelecem ali as antigas cidades, começando com Eridu e Nippur.

Anu vem à Terra para uma visita de cortesia. Uma nova cidade, Uruk (Erech), é construída em sua honra; ele faz do seu templo a morada da sua amada neta Inanna / Ishtar.

In: Ancient Code

Please Enter Your Facebook App ID. Required for FB Comments. Click here for FB Comments Settings page

Hits: 574
(Lida 187 vezes, 1 visitas hoje)
Facebookgoogle_plusmailFacebookgoogle_plusmail
1
0

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE