NASA anuncia que o telescópio James Webb está pronto para testes finais





Após mais de duas décadas de construção, o Telescópio Espacial James Webb (JWST) está pronto e preparado para avaliações aprofundadas, anunciou a NASA.

Contendo 18 espelhos hexagonais que colectarão luz do ponto mais distante do universo que conseguimos alcançar, o maior telescópio espacial jamais construído será lançado dentro de dois anos.

“Hoje, estamos a celebrar o facto do nosso telescópio estar acabado, e estamos prestes a provar que ele funciona”, disse John Mather, um Cientista Sénior do projecto para o telescópio, numa entrevista colectiva da NASA. “Fizemos duas décadas de inovação e trabalho árduo, e este é o resultado – estamos a abrir um novo território de astronomia”.

Usando os seus espelhos e tecnologia de visão infra-vermelha, os pesquisadores poderão olhar para trás mais de 13,5 biliões de anos para ver as primeiras estrelas e galáxias em desenvolvimento no início do universo. A incomparável sensibilidade infra-vermelha do telescópio ajudará os cientistas a contrastar as galáxias mais escuras e mais antigas, com as fantásticas galáxias espirais e elípticas de hoje, ajudando-nos a aprender como as galáxias crescem ao longo de biliões de anos.

Webb vai olhar através de nuvens de poeira cósmica para ver estrelas e sistemas planetários a nascer. O telescópio também ajudará a descobrir detalhes em torno de atmosferas de planetas fora do nosso sistema solar, e quem sabe localizar sinais dos fundamentos da vida em outras partes do universo.



Actualização gigantesca na Tecnologia de Telescópios

Não será necessário dizer que o JWST será uma actualização enorme em relação ao telescópio Hubble.

“Vocês podem ver que este lindo telescópio dourado tem sete vezes a área de colecta do telescópio Hubble”, disse Mather.

A capacidade infra-vermelha do novo telescópio dá-lhe uma grande vantagem em relação ao Hubble. O nosso planeta brilha no espectro infra-vermelho, assim olhar para o universo distante nestes comprimentos de onda não pode ser feito a partir do solo. O Hubble emite calor, o que perturba as medições.

O Telescópio James Webb irá operar perto do zero absoluto.
O Telescópio James Webb irá operar perto do zero absoluto.

JWST funcionará perto do zero absoluto e estará colocado num ponto do espaço conhecido como  ponto Lagrange 2, que se situa  directamente atrás da terra, do ponto de vista do sol. Dessa forma, a Terra pode bloquear a os raios infra-vermelhos do Sol e proteger o JWST. O JWST também tem um protector solar que pode proteger o telescópio do calor de ambos os corpos (Terra e Sol).

As avaliações do telescópio no Centro de Voo Espacial Goddard da NASA em Maryland, que já começaram, irão garantir que ele possa suportar as vibrações e o barulho de um lançamento de foguetão. Em seguida, será transferido para o Texas, onde seu foco será analisado, e depois para a Califórnia para algumas instalações finais. As avaliações são de muito risco, porque ao contrário do Hubble, que foi consertado em órbita por astronautas, este telescópio não é suposto ser consertado por seres humanos.

Crédito Imagem: NASA

In: BeforeitsNews 

A noticia NASA anuncia que o telescópio James Webb está concluído foi noticiado em primeira mão no site redorbit

Phenomania – O que é real?

 





 

Please Enter Your Facebook App ID. Required for FB Comments. Click here for FB Comments Settings page

(Lida 25 vezes, 1 visitas hoje)
0
0
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE