Sáb. Dez 15th, 2018

Crédito Imagem - Walldevil

Existem portais à volta da Terra.

Muitas pessoas acreditam que o Universo pode ser explorado num piscar de olhos, usando portais energéticos e a nossa consciência. Os antigos tinham conhecimento destes meios de viajar para outros sistemas estelares, mas também para o interior da Terra usando cristais, pirâmides e outras estruturas da terra alinhadas com as linhas ley de nosso planeta.

O buraco do coelho em “Alice no País das Maravilhas”. O tornado no “O Feiticeiro de Oz”. O “Portão do Inferno” no “Inferno de Dante”. A literatura de fantasia está cheia de simbolismo referindo-se a portais que permitiam a passagem para mundos inconcebíveis.

Dentro deste esquema, podemos olhar para o trabalho de um cientista da NASA que divulgou que todos os dias, portais abrem-se e fecham-se todos os dias. Esses gateways podem ser encontrados dentro do campo magnético da Terra, caindo numa linha directa com a atmosfera do Sol a 143 milhões de Km de distância.

A NASA não os chamou de portais, optando por chamá-los de Boom Tubes, regiões de difusão de electrões ou pontos ‘X’, sendo que a sua existência deve-se à ressonância magnética. É realmente uma vergonha cientistas “reais” serem pagos para descartar a sua presença na nossa mira.

Jack Scudder, um físico de plasma da NASA da Universidade de Iowa, refere-se a pontos X´s como:

“Lugares onde o campo magnético da Terra se encontra com o campo magnético do Sol. Esses portais podem ser esquivos, no entanto, portanto, se alguém fosse imaginar utilizá-los para viagens espaciais, eles teriam que ser especialista em geografia espacial e matemática para cronometrá-los correctamente e usá-los. ”

Alguns afirmam que uma subdivisão militar com uma base subterrânea possuí o conhecimento para realizar viagens no tempo através de portais “Stargate” à quase 40 anos.

Andrew D. Basiago é um ex-membro activo do Projeto Pegasus da DARPA (1968-1972), alegando que os militares tinham alcançado com sucesso o teletransporte quântico baseado em Tesla e as viagem no tempo no holograma tempo-espaço, dando início ao programa norte-americano de viagens no tempo-espaço chamado “Chrononauts”.

basiago-president-copy

Desde os anos 1970, os militares cruzam mundos, e à mais de 10 anos, Basiago tem espalhado a palavra pelos cidadãos alheios sobre viagens no tempo através de portais, muitos já familiarizados com a famosa série “Stargate”.

Não só Basiago falou sobre as viagens no tempo, mas ele também afirma que a CIA tem um programa de chamado de quarto de salto de Marte que concede às nossas unidades militares a capacidade de construir as suas próprias bases em Marte. Ele também afirma que mesmo ele, que já trabalhou com alguns dos líderes na física quântica, as informações divulgadas por ele são consideradas divergentes, não só pelos militares, mas também por físicos que seguem a corrente principal (mainstream).

De acordo com Basiago, ele se envolveu em dois programas militares -supostamente- secretos. Ele afirma que foi uma das crianças Norte-Americanas que foram escolhidas em grande quantidade para participar em experiências envolvendo viagens no tempo. Os relatórios sobre as suas experiências são determinados apenas com base na lógica e é difícil não dizer que os seus contos não serão pura fantasia. E é, para o melhor que os militares dos EUA mantém este tipo de tecnologias em segredo, por todos os meios possíveis, uma vez que podem ser transformados em armas. Isso não é segredo, desde que Rumsfeld declarou que uma das vantagens de pesquisas feitas no âmbito do Projecto Pegasus é a capacidade de usar o teletransporte para entregar tropas no local apropriado no campo de batalha.

“A energia radiante é uma forma de energia que Tesla descobriu que está latente e generalizada no universo e tem entre suas propriedades a capacidade de manipular o tempo-espaço.” – Andrew Basiago

Ao passar por este véu de energia, Basiago entraria em um “túnel vortal” que iria enviá-lo ao seu destino. Os outros dispositivos de teletransporte incluíam uma “câmara de confinamento de plasma” em Nova Jersey e uma “sala de salto” em El Segundo, Califórnia. Houve também algum tipo de “tecnologia holográfica”, que lhes permitia viajar “tanto fisicamente como virtualmente.”

Embora muito avançado, este processo de transporte não convencional tinha os seus problemas. Um dos colegas de Basiago, Alfred Webre lembra um incidente durante o qual um dos jovens chrononauts foi teletransportado sem as pernas.

A admissão de Basiago é no mínimo controversa. A tecnologia que ele descreve poderia resolver um monte de problemas da humanidade, mas também nos poderia destruir. Colectivamente, nós não sabemos o que o tempo é, por que é que é ou por que flui da maneira que faz. A mente humana tem dificuldade para desenvolver conceitos como a viagem no tempo e as consequências paradoxais de alterar os acontecimentos temporais anteriores. Mas, novamente, não há nada na Teoria da Relatividade Geral de Einstein que possa contrariar as viagens no tempo.

In:Ufoholic
Crédito Imagem: Uribaani / DeviantART
Crédito Imagem – Walldevil

Please Enter Your Facebook App ID. Required for FB Comments. Click here for FB Comments Settings page

(Lida 372 vezes, 3 visitas hoje)
0
0
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE