Estudo para provar que a mente humana não é feita de matéria.

Lucien Hardy, físico teórico do Instituto Perimeter no Canadá, propôs um estudo para medir o efeito da mente humana sobre as leis da física. Em termos simples, ele quer provar que a consciência não é composta de matéria.

Usando um teste que já existe à algumas décadas, utilizado para provar que a mecânica quântica é muito mais do que apenas uma teoria meia louca, Hardy quer adicionar pessoas como uma variável; Se os resultados do teste mudarem, é devido à influência humana. Agora vamos passar à parte técnica.

O Teste Bell foi um teste influente desenvolvido em 1964 por John Bell, que basicamente provou  que as partículas influenciam-se mutuamente. A experiência consiste em pegar em duas partículas emaranhadas e enviá-las em direcções opostas. Uma segue para a localização A, e a outra para a localização B. Ao longo dos caminhos das duas partículas estão detectores de partículas que são configurados para medir dados aleatórios dessas partículas, como por exemplo a sua rotação. Usando geradores de números aleatórios, os detectores medem em diferentes horários, taxas e para diferentes coisas para garantir que o teste seja verdadeiramente aleatório. Os resultados tipicamente provam uma coisa; O universo é assustador porque a experiência mostra que as partículas emaranhadas, mesmo quando separadas por grandes distâncias, comportam-se de forma idêntica.

Teste Bell (imagem wikipedia)

Hardy propôs recriar o teste com uma pequena diferença. Enviando as partículas emaranhadas em direcções opostas até cerca de 100 Km, ele planeia colocar 100 pessoas ao longo do caminho das partículas com Auriculares EEG (que lêem a actividade cerebral). Usando os sinais cerebrais dos 100 participantes, eles desligarão os detectores e medirão as partículas em vez de usar geradores de números aleatórios. Ele então comparará os resultados deste teste de Bell ajustado com testes de Bell anteriores. Se os resultados tiverem variações, isso significa que a consciência humana influenciou essas partículas.

Auricular EEG (imagem:scitechdaily.com)

De acordo com Hardy,

“Se só virmos uma violação da teoria quântica quando tivermos sistemas que poderão ser considerados conscientes, humanos ou outros animais, isso certamente seria excitante. Não consigo imaginar um resultado experimental mais impressionante na física do que isso. Gostaríamos de debater sobre o que isso significava.”

Então, porque é que isso importa?

Se Hardy estiver correcto, e o teste verificasse a mudança que ele está a testar, seria o primeiro passo para provar que a consciência humana, a mente, às vezes referida como “vontade livre”, não é composta de matéria, mas existe num estado separado . Além disso, também prova que a mente pode influenciar a matéria e as leis que governam o mundo físico, pelo menos a um nível subatómico.

Será que isso significa que agora podemos dobrar as colheres com a nossa mente? Sim. É isso mesmo que significa.

Autor – MJ Banias

Fonte

Crédito Imagem Destaque

Please Enter Your Facebook App ID. Required for FB Comments. Click here for FB Comments Settings page

(Lida 22 vezes, 5 visitas hoje)
0
0
Optimization WordPress Plugins & Solutions by W3 EDGE